Governo vai criar programa de renda mínima após a pandemia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou hoje (9) que o governo federal criará um programa de renda mínima permanente, após a pandemia do novo coronavírus (covid-19), batizado de Renda Brasil. O ministro disse ainda que será criado um programa para geração de empregos formais, com a retomada do projeto Carteira Verde e Amarela. 

“Aprendemos durante toda essa crise que havia 38 milhões de brasileiros invisíveis e que também merecem ser incluídos no mercado de trabalho”, disse Guedes durante reunião ministerial coordenada pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o ministro, haverá a unificação de vários programas sociais para a criação do Renda Brasil, que deve incluir os 38 milhões de beneficiários do auxílio emergencial, de três parcelas de R$ 600, pago em razão da pandemia da covid-19.

Desde o dia 09 de abril, quando teve início o pagamento do Auxílio Emergencial do Governo Federal, a Caixa creditou  cerca de R$ 7,21 bilhões para os beneficiários baianos, o que representa 9,4% do total nacional dos benefícios pagos até o momento. Em todo país, foram mais R$ 76,6 bilhões para 58,6 milhões de brasileiros.