Plano de retomada econômica de Salvador

Veja o que reabre em cada fase do plano de retomada econômica de Salvador

Segundo anuncio feito pelo prefeito da capital ACM Neto e o governador do estado Rui Costa, foi elaborado um plano de retomada econômica da cidade de Salvador. Nele, comércios de rua, shoppings centers e templos religiosos estão entre os estabelecimentos que poderão ser reabertos em breve, de acordo com a primeira das três fazes do plano elaborado.

Na primeira fase, também poderão funcionar centros comerciais e eventos em sistema drive in, mas o início do plano depende da taxa de ocupação de leitos de UTI voltados para atender pacientes com novo coronavírus. 

FASE 2

Poderão funcionar novamente academias de ginástica e similares, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus e galerias de arte, lanchonetes, bares e restaurantes.

FASE 3

Serão reabertos parques de diversões e temáticos, teatros, cinemas, casas de espetáculo, clubes sociais, recreativos e esportivos, centros de eventos e convenções. Veja abaixo os protocolos específicos para cada setor da fase 1:

Centros comerciais – Os shoppings e centros comerciais correlatos, que estavam funcionando somente no sistema drive-thru, poderão reabrir com atendimento presencial nas lojas seguindo os protocolos gerais, como o distanciamento social, higienização e obrigatoriedade do uso de máscaras para clientes e empregados, e os específicos, como a limitação de uma pessoa a cada nove metros quadrados em áreas comuns.

Além disso, estará proibida a realização de eventos presenciais e o funcionamento dos estabelecimentos será de segunda a sábado, das 12h às 20h e dentro das lojas o limite será de uma pessoa a cada cinco metros quadrados. O estacionamento deve ser limitado a 50% das vagas e todos os funcionários deverão fazer testes de Covid-19 a cada 21 dias. 

Praças de alimentação não funcionarão pois, não poderá haver consumo nas áreas de alimentação e tais estabelecimentos só poderão funcionar no sistema drive-thru ou para a retirada do produto no balcão. O consumo nas áreas de alimentação dos shoppings só deve ser liberado quando a cidade entrar na fase 2 do plano.

Comércio de rua – Para as lojas acima de 200 metros quadrados, também valem os protocolos gerais e os específicos. Entre eles estão o funcionamento apenas de segunda a sexta, das 10h às 16h; limitação de uma pessoa a cada nove metros quadrados; estacionamento restrito a 50% da capacidade para aqueles com mais de 10 vagas; atendimento prioritário para grupos de risco; proibição de eventos presenciais e consumo de alimentos no local.

Drive in – Os eventos que utilizem o sistema drive in deverão ter autorização prévia do poder público municipal; lotação do estacionamento com no mínimo 1,5 metro de distância entre os automóveis; venda de ingressos exclusivamente online, assim como a comercialização de alimentos e a entrega nos carros; e banheiro com fila virtual.

Templos religiosos – As igrejas e demais templos religiosos poderão funcionar sempre de segunda a sábado, das 10h às 20h, e domingo sem restrição de horário, com até 20% da capacidade do salão o que não poderá ultrapassar o total de 50 pessoas.

Estarão proibidas aulas e reuniões e o fechamento de espaços para crianças. Além disso, o uso de máscaras nesses espaços, antes apenas uma recomendação agora será obrigatório.

 

Veja também: Binho de Ganso se filia ao Democratas (DEM) e anuncia pré-candidatura