UFC: ‘Cigano’ comemora efeito de nova dieta e cita condição para descer de categoria

Junior ‘Cigano’ aproveitou o período de quarentena e a falta previsão de quando vai lutar novamente no UFC para testar uma novo procedimento de perda de peso. Nesta semana, o peso-pesado divulgou uma foto em que aparece bem mais magro, resultado de uma dieta cetogênica. Empolgado com as consequências desse processo, o lutador adiantou que pretende permanecer mais leve e cogitou até mesmo uma luta no meio-pesado (93 kg).

Em entrevista ao site “MMA Fighting”, o ex-campeão dos pesados do Ultimate revelou que sua intenção é estar preparado para quando a organização chamá-lo para lutar, por isso, vai aderir por mais tempo a essa dieta. Um dos benefícios que ‘Cigano’ enxerga é poder ficar mais leve que seus rivais na divisão e ter a movimentação como destaque novamente.

“Meu objetivo é permanecer leve para que eu possa voltar aos treinos imediatamente, quando tiver uma luta marcada”, disse ele. “Se eu posso ficar em torno de 107 e 109 kg, isso é importante para mim, porque me mudo muito. Vou me beneficiar da minha velocidade, uma das minhas principais características. Eu serei mais rápido”, afirmou o brasileiro.

Por estar tão leve, ‘Cigano’ foi questionado se existe a possibilidade de poder descer de categoria e se aventurar nos meio-pesados. O brasileiro até admitiu ter curiosidade para lutar na divisão de baixo, principalmente se fosse para enfrentar o atual campeão, Jon Jones.

Minha principal curiosidade de um dia fazer 93 kg não é como eu me sentiria com esse peso, mas ser capaz de enfrentar o homem que é o melhor do momento, Jon Jones. Quem não gostaria de lutar contra Jon Jones um dia? Eu não sou diferente. Um dos objetivos antes de terminar minha carreira seria lutar contra Jon Jones. Mas isso faz parte dos planos, nossos desejos, meus sonhos, então vamos ver como as coisas acontecem”, contou.

Junior ‘Cigano’ possui um cartel de 21 vitórias e sete derrotas como profissional. Seu principal momento na carreira aconteceu em 2011, quando derrotou Cain Velásquez e sagrou-se campeão dos pesados do Ultimate. Na organização mais famosa do MMA desde 2008, o brasileiro é o recordista de vitórias por nocaute nos pesos–pesados, com dez triunfos dessa maneira. Ele está empatado com Cain Velásquez e Derrick Lewis neste quesito. Em sua última apresentação, em janeiro deste ano, o lutador do Brasil acabou superado por Curtis Blaydes.

 

Fonte: Ag. Fight – Espn.com.br